Carregando
Página inicial »Humanas » Letras

Letras

Há 469 vídeos disponíveis em 37 disciplinas desta profissão
37 disciplinas relacionadas a esta profissão

Disciplinas

Proporcionar ao estudante uma reflexão sobre o ensino e aprendizado da literatura enquanto disciplina específica. Discutir questões teóricas que relacionam a literatura com a formação do indivíduo e do cidadão, bem como sua presença e papel no processo institucional de educação. Apresentar e discutir modelos de ensino-aprendizagem de literatura, enfocando a peculiaridade de cada gênero literário. Discutir os pressupostos críticos da configuração do cânone literário, a partir do estudo das mediações entre literatura e história. Refletir sobre os modos e práticas de leitura das obras literárias, sua história e importância enquanto ato individual e função social. Estudar os elementos de configuração do sistema literário. Refletir criticamente sobre a natureza e a função da experiência literária na sociedade contemporânea.
Fornecer um repertório de textos representativos da Antiguidade clássica de forma a propiciar aos alunos matéria de reflexão sobre questões literárias.
Apresentar aspectos teóricos e práticos da língua portuguesa, para que os profissionais da área de Letras sejam capazes de compreender a produção do texto escrito, fornecendo-lhes instrumentos para a pesquisa e o ensino de português.
Levar o aluno a considerar a língua(gem) como uma atividade humana passível de ser analisada e como objeto estruturado passível de ser descrito e explicado; Levar o aluno a entender e a operar com alguns conceitos básicos da teoria linguística. Fornecer ao estudante a possibilidade de adquirir um conhecimento explícito sobre as propriedades estruturais das línguas naturais. Discutir a proximidade entre tal conhecimento e a ação do futuro professor em sala de aula.
Proporcionar ao aluno o conhecimento de diferentes objetos teóricos e dos elementos básicos dos diferentes níveis de descrição linguística. Fornecer ao estudante a possibilidade de adquirir um conhecimento explícito sobre as propriedades estruturais das línguas naturais. Discutir a proximidade entre tal conhecimento e a ação do futuro professor em sala de aula.
Estudar a literatura oral do período pré-cristão: os Cantos de Goghten (lendas; poemas; personagens históricos e mitológicos); apresentar o Século de Ouro da Literatura Armênia e a obra História dos armênios de Moisés Khorenatsi.

O curso visa a fornecer instrumentos práticos para que os profissionais da área de Letras possam analisar e interpretar textos da literatura armênia, capacitando-os a discutir problemas concernentes à narrativa e às relações entre literatura e sociedade.
Pretende-se oferecer um núcleo mais dedicado à cidade e ao espaço privado, público e todos os fenômenos denominativos aí presentes. As cidades analisadas diacronicamente, como as capitais paulista e carioca, devem oferecer subsídios aos mais variados tipos de estudos sobre o espaço urbano, bem como a reflexão da transformação deste espaço e do nome como preservação da memória do grupo. Nesta reflexão apresentam-se, ainda, as possíveis interfaces da toponímia com o turismo, revelando o espaço de modo diferenciado. Por fim, destacando as relações entre nomes pessoais e de lugares, revela-se a formação do sistema antroponímico ocidental e os fenômenos psicológicos, aspectos legais e antropológicos a ele inerentes em sua resultante atual.
Apresentar ao aluno de Graduação uma Introdução à Filologia, stricto e lato sensu. Mostrar a necessidade de busca do texto fidedigno, como edição de documentos, manuscritos ou impressos. Valorizar o estado de língua em que foi escrito originalmente o documento. Tratar o texto escrito como objeto histórico e sociocultural, e como testemunho privilegiado da língua, levando o aluno a reconhecer a importância de trabalhar, na pesquisa e no ensino, com edições fidedignas.
O que a atividade do autor como crítico ou tradutor indica sobre a sua criação artística? Como a tradução de suas obras representa uma sobrevida capaz de dotá-la de valor e revelar novos sentidos políticos? Este curso propõe um estudo de quatro escritores da tradição brasileira e anglo-americana – Machado de Assis, Henry James, Virginia Woolf e George Orwell –, procurando compreendê-los em sua atuação como críticos e/ou tradutores e, ao mesmo tempo, examinando alguns exemplos concretos de negociações literárias e políticas, em diferentes contextos nacionais e históricos. Como apoio teórico, conduziremos uma reflexão sobre a Literatura Comparada a partir dos estudos de Barbara Cassin e Emily Apter sobre os intraduzíveis, e também das experiências e considerações de Auerbach e Leo Spitzer em torno do conceito de Weltliteratur.
37 disciplinas relacionadas a esta profissão

 

Pró-Reitoria de Graduação
Telefone: +55 11 3091-9942