Carregando
Página inicial »Exatas » Engenharia de Materiais » [PMT5860-3] Teoria da Plasticidade e da Fratura dos Materiais

[PMT5860-3] Teoria da Plasticidade e da Fratura dos Materiais

Ordenar por:    Aula   |   Título   |   Por data (mais novo ao mais antigo)
    1 2
17 vídeos disponíveis nesta disciplina

Vídeos

Nesta aula discutimos a organizacao da disciplina e ao final usamos a tecnica de Brainstorming para resgatar alguns conceitos de mecanica dos solidos.
Apresentacao dos grupos de fratura ductil e fadiga e de fratura de alta temperatura no seminario da dsicplina PMT5860.
Nessa aula nos baseamos no artigo de revisao de Han Meijer e Leon Govaert para contrapor a ideia de que tenacidade esta diretamente associada a existência de modos de deformação plástica, atribuindo-a a deslocalização da deformação plástica, quebrando um paradigma.
Aula ministrada on line no dia 3 de abril de 2020, o arquivo ja havia sido disponibilizado, mas com um erro (meu microfone nao foi captado), esse e o video gravado pelo sistema da RNP.
Nessa aula usamos o artigo "On stable crack growth" de Kerson Broberg para estimular uma discussão sobre a mecânica da fratura elasto-plástica, principalmente em seu contexto histórico. Discute-se os conceitos de "end-region" e "process zone" que esse autor introduz para entender corretamente como se processa a fratura em materiais com o acompanhamento de plasticidade generalizada.
Primeira parte da aula sobre fluência, essa aula contem uma longa explanação sobre leitura de artigos científicos, que foi direcionada a atividade de redação da monografia que os alunos tiveram que entregar ao final da disciplina. A discussão sobre fluência se inicia no time stamp 1:10:00 aproximadamente. Fluência e a deformação dependente do tempo observada em materiais sujeitos a temperaturas elevadas. A discussão usa dois artigos, um voltado a materiais metálicos/ cerâmicos e outro voltado a polímeros.
Nessa aula usamos o episodio sobre o avião Comet da DeHavilland para discutir fadiga como um problema de engenharia . Trabalhamos também com o artigo de Sunder.
Primeira parte da aula sobre mecanismos de deformação em fadiga, a parte inicial e uma continuação da discussão sobre redação científica que se iniciou com a aula de fluência. A discussão sobre mecanismos de defomacao se inicia no time stamp 00:47:00. Infelizmente houve uma falha na RNP no dia e a transmissão de áudio foi interrompida em um momento. Eu continuei com outra plataforma e vou disponibilizar esse vídeo como parte 2.
Nessa aula usamos o artigo de Kerson Broberg "On crack paths" para direcionar nossa discussão sobre aspectos da mecânica da fratura linear elástica que não costumam ser tratados, como por exemplo, o caminho da trinca e a sua dependência no carregamento em solicitações multiaxiais.
O seminário e uma tradição da disciplina. Usamos relatórios de um workshop realizado em conjunto com o primeiro congresso internacional de fratura, realizado em 1959, para refletir sobre o desenvolvimento do estado da arte da fratura dúctil (incluindo fadiga), fratura por clivagem e fratura em alta temperatura nesses 60 anos que se passaram.
    1 2
17 vídeos disponíveis nesta disciplina

 

Pró-Reitoria de Graduação
Telefone: +55 11 3091-9942