Carregando
Incorporar
Recomendar
Download
     
Gostei (5)

Formatos disponíveis

Assista a esse vídeo em: MP4 (954 X 720 px) | MP4 (478 X 360 px)

Licença de uso

Acesso Aberto (Verde)
Esta licença permite ao usuário copiar o conteúdo do e-Aulas USP, porém veta qualquer alteração e/ou sua utilização para fins comerciais ou não educacionais, autorizando seu compartilhamento sob licença com as mesmas características, desde que se atribua crédito aos autores. Esta licença permite o download do vídeo para usuários logados no sistema.

Sobre a aula

Resolução de estruturas hiperestáticas submetidas à tração ou compressão simples

Disciplina

PEF3201-1 Resistência dos Materiais e Estática das Construções I

EMENTA

1. INTRODUÇÃO
Conceito de tensão; tensão normal e tensão de cisalhamento. Estado de tensão em um ponto. Esforços solicitantes; relação entre tensões e esforços solicitantes.
A Resistência dos Materiais no contexto da Mecânica dos Sólidos Deformáveis.
Hipóteses da Resistência dos Materiais.
2. TRAÇÃO E COMPRESSÃO SIMPLES
Tensões; concentração de tensões; Princípio de Saint Venant.
Deslocamento, deformação linear e deformação angular.
Diagramas tensão-deformação.
Lei de Hooke. Módulo de elasticidade. Coeficiente de Poisson. Deformação volumétrica.
Tensões limite. Introdução à segurança estrutural.
Problemas de dimensionamento e de verificação. Tensões em tubos de parede fina.
Deformação da barra isolada. Deslocamentos em estruturas isostáticas.
Resolução de estruturas hiperestáticas pelo método dos esforços.
3. CORTE PURO
Tensões. Dimensionamento de ligações simples.
4. CARACTERÍSTICAS GEOMÉTRICAS DAS FIGURAS PLANAS
Momento estático e centro de gravidade.
Momento de inércia. Momento centrífugo. Momento polar de inércia.
Translação e rotação de eixos. Eixos e momentos centrais de inércia.
5. FLEXÃO SIMPLES NORMAL
Tensões normais.
Ligações longitudinais na flexão.
Tensões de cisalhamento: reciprocidade das tensões de cisalhamento; seções maciças; seções delgadas abertas; centro de cisalhamento; seções delgadas unicelulares.
6. DEFORMAÇÃO NA FLEXÃO
Linha elástica. Equação diferencial da linha elástica.
Deslocamento longitudinal na flexão. Deslocamento transversal por força cortante.
Deslocamentos em sistemas de barras.
Vigas simples hiperestáticas.
Vigas contínuas.
Sistemas de barras hiperestáticos.

Objetivo

Conhecimentos a serem assimilados
Tensões, deformações e deslocamentos. Tração e compressão simples. Corte puro. Papel dos modelos matemáticos e físicos na engenharia de estruturas. Flexão simples normal: tensões normais e de cisalhamento; linha elástica; vigas contínuas. Resolução de estruturas hiperestáticas pelo método dos esforços.
Habilidades a serem desenvolvidas
Analisar e dimensionar estruturas simples submetidas à tração, à compressão e ao corte puro. Resolver estruturas hiperestáticas pelo método dos esforços. Determinar tensões normais e de cisalhamento na flexão simples normal. Dimensionar barras submetidas à flexão simples normal. Determinar a linha elástica de barras retas. Resolver vigas contínuas. Modelar estruturas. Reconhecer a ligação entre o que se vê nas aulas e as estruturas reais. Aplicar conhecimentos adquiridos em outras disciplinas. Possuir traquejo aritmético e algébrico.
Valores e atitudes a serem incorporados
Valorizar a importância da formação básica para o engenheiro. Adotar posturas éticas. Passar a observar as estruturas das construções e objetos que nos cercam, procurar entender o seu funcionamento e as razões pelas quais ficam em pé. Reconhecer a importância e utilidade da engenharia de estruturas. Apreender o caráter multidisciplinar da mecânica das estruturas e seu papel na engenharia mecânica, naval, aeronáutica, medicina, odontologia, etc.

Índice de vídeos da disciplina

  1. PEF3201 - Aula 7a
  2. PEF3201 - Aula 7b
  3. PEF3201 - Aula 7c
Pró-Reitoria de Graduação
Telefone: +55 11 3091-9942