Carregando
Página inicial »Biológicas » Psicologia

Psicologia

Há 74 vídeos disponíveis em 9 disciplinas desta profissão
9 disciplinas relacionadas a esta profissão

Disciplinas

O aluno deverá ser capaz de:
- compreender a origem histórica do conceito de personalidade;
- adquirir noções fundamentais de diferentes acepções do conceito de personalidade; e
- refletir sobre a relação indivíduo-cultura, nas diversas acepções abordadas e suas implicações na prática.
Geral: Apresentar as principais contribuições da escola Junguiana, em termos de teoria sobre funcionamento mental e das práticas psicoterápicas que derivam dessas concepções.

Específicos: Ao final da disciplina o aluno deverá:
- Conhecer as condições históricas contextuais e da biografia de Jung que facilitaram a criação da Psicologia Analítica
- Conhecer o percurso da prática Junguiana, partindo do trabalho com experimentos de associação de palavras até o desenvolvimento da técnica terapêutica própria.
- Conhecer práticas terapêuticas utilizadas no campo da saúde mental derivadas da contribuição da Psicologia Analítica.
Geral:
Apresentar, de forma panorâmica, o campo da Psicologia da Personalidade, incluindo-se teorias de personalidade clássicas que não serão abordadas em disciplinas específicas ao longo do curso.
Específicos:
Ao final da disciplina o aluno deverá, de forma panorâmica:
• - Conhecer o processo de emergência histórica de personalidade como objeto de estudo da Psicologia
• - Conhecer as principais correntes teóricas no campo, a partir de critérios comparativos
• - Conhecer os principais métodos de estudo e avaliação da personalidade
• - Conhecer os termos principais que caracterizam o debate no campo referente à influência de aspectos culturais e biológicos, aos determinantes internos e externos, à relação entre personalidade e gênero e entre personalidade e saúde.
• - Conhecer e compreender os principais elementos advindos da abordagem de Murray –Personologia no campo da Psicologia da Personalidade, considerando especialmente sua influência na criação de práticas clínicas..
• - Conhecer e compreender os principais elementos advindos da abordagem de Rogeriana da Psicologia da Personalidade, considerando especialmente sua influência na criação de práticas clínicas.
• - Conhecer e compreender os principais elementos advindos das abordagens disposicionais no campo da Psicologia da Personalidade, considerando especialmente sua influência na criação de práticas clínicas, com enfoque particular no Modelo “Big Five”.
Capacitar o aluno a:
- aplicar as técnicas e assimilar noções introdutórias relativas à interpretação dos resultados obtidos com as mesmas, considerando os objetivos, o contexto e as variáveis bio-psicossociais do indivíduo no processo de avaliação psicológica.
- conhecer e respeitar as implicações éticas decorrentes do uso destas técnicas.
Geral:
Esta disciplina visa fomentar no estudante, em etapa inicial da graduação em psicologia, uma atitude de abertura diante das pessoas e de seus contextos de vida, a partir do contato com serviços de saúde e de saúde mental. Almeja promover uma compreensão ampliada da atuação profissional na área saúde que considere as múltiplas dimensões envolvidas no processo saúde-doença e a necessidade de um trabalho interdisciplinar. E, assim, estimular a reflexão crítica, a criatividade e o comprometimento necessários para a atuação na área da saúde.

Específicos:
Esta disciplina visa propiciar ao graduando em psicologia a possibilidade de:
- Refletir a respeito do conceito de saúde e das implicações práticas das crenças e valores que estão associados a este conceito.
- Conhecer o contexto da saúde pública;
- Discutir a respeito da atuação do psicólogo nos diferentes níveis de atenção à saúde;
- Refletir acerca do trabalho em equipe;
- Refletir acerca da inserção da saúde mental no território e as contribuições da Psicologia nesse contexto.
Geral:
Aprofundar o conhecimento a respeito das concepções de pessoa que embasam o “fazer em saúde” e sobre os fatores ambientais que propiciam um melhor desenvolvimento emocional, focalizando as relações com a clínica odontológica. Discutir aspectos que podem ser trabalhados na relação profissional-paciente a fim de favorecer o desenvolvimento psicológico de crianças, adolescentes e adultos; Discutir aspectos do desenvolvimento humano e suas aplicações em Odontologia, procurando levantar e discutir problemas ligados ao relacionamento CD-paciente.

Específicos:
Desenvolver a capacidade de analisar as situações clínicas de forma que possa, na prática, atuar de maneira a beneficiar o paciente e a si mesmo. Levar o aluno a refletir sobre as concepções de pessoa que permeiam as práticas em saúde. Levar o aluno a conhecer aspectos do desenvolvimento a partir de uma perspectiva de ciclo vital. Levar o aluno a compreender o padrão atual de contato cirurgião dentista - paciente infantil como inserido dentro de um contexto social geral e fruto de uma evolução histórica. Levar ao aluno informações a respeito do funcionamento da personalidade individual que lhe permitam compreender as diferentes atitudes do paciente, bem como suas reações enquanto profissional. Levar o aluno a adquirir conhecimentos básicos referentes a transtornos psiquiátricos e situações de dificuldades na clinica odontológica. Levar o aluno a conhecer técnicas específicas de manejo na situação de atendimento Odontológico.
Gerais:
Discutir criticamente os conceitos de ciência, de método científico, conhecimento científico, e das estratégias de coleta de dados (estratégias experimental, observacional e indireta) em Psicologia.

Específicos:
Os alunos deverão, no final da disciplina, ser capazes de:
- Conceituar ciência (e a Psicologia como tal), identificando suas funções, e estabelecer as diferenças entre o conhecimento científico e outras formas de conhecimento.
- Caracterizar a estratégia experimental, definindo-a e especificando as suas particularidades (tipos de delineamento, controle de variáveis, seu uso e suas limitações).
- Caracterizar a estratégia observacional, definindo-a e especificando seus limites em termos de fidedignidade e validade dos dados.
- Caracterizar a estratégia indireta, definindo-a e especificando todas suas particularidades.
- Caracterizar estratégias qualitativas de pesquisa, definindo-a e especificando sua utilização e seus limites.
- Discutir o uso dos diferentes tipos de estratégia em função do problema a ser estudado, estabelecendo limites para cada um e a adequação das estratégias em função da área de pesquisa.
- Problematizar e discutir a prática baseada em evidências na Psicologia.
Sensibilizar os alunos para a importância de cuidarem da própria Saúde Mental e a dos colegas;
Oferecer ferramentas e orientações para que os alunos reflitam sobre a própria saúde mental e a dos colegas;
Contribuir para o autoconhecimento necessário para enfrentar situações difíceis da vida e desenvolver resiliência.
Saber quando e como pedir ajuda.
Discutir o entendimento do fenômeno rejeição como evento presente nas relações sociais da criança bem como as dinâmicas de grupo de pares envolvidas e implicações para a saúde mental e desenvolvimento social-emocional do indivíduo. Apresentar estratégias para avaliar crianças rejeitadas e suas particularidades. Analisar programas preventivos de treinamento de competência social e outras intervenções bem como discutir estudos de caso ilustrativos
9 disciplinas relacionadas a esta profissão

 

Pró-Reitoria de Graduação
Telefone: +55 11 3091-9942