Carregando
Página inicial »Humanas » Ciências Sociais

Ciências Sociais

Há 102 vídeos disponíveis em 11 disciplinas desta profissão
    1 2
11 disciplinas relacionadas a esta profissão

Disciplinas

Este curso busca trilhar o caminho que Habermas percorreu na “Teoria da Ação Comunicativa”
(TAC) para provar a existência de uma ação comunicativa.
Pretende-se abordar mais especificamente as questões fundamentais do item “III: Primeira
consideração intermediária: agir social, atividade teleológica e comunicação”.
A partir da leitura apresentar as possíveis interfaces com a Participação Política em Habermas,
utilizando como fio condutor a Mudança Estrutural da Esfera Pública.
Propiciar a reflexão teórica e metodológica sobre conceitos fundamentais da antropologia social britânica e do culturalismo norte-americano (fases clássicas). Debater como as teorias clássicas se relacionam com as temáticas da diversidade cultural, das relações raciais e do racismo, e das diversidades religiosas no ambiente da sociedade e no contexto escolar. Explorar questões, conteúdos e materiais (textos de divulgação, filmes – documentários e ficções –, ensaios fotográficos, reportagens, acervo disponível no Laboratório de Imagem e Som de Antropologia – LISA) relacionados ao curso, de forma a instrumentalizá-los na capacitação dos alunos para a docência.
A disciplina apresenta alguns conceitos macroeconômicos fundamentais, mensuração de agregados e aplicações para a economia brasileira. Visa dar ao aluno uma primeira abordagem dos aspectos fundamentais da realidade econômica brasileira.
Analisar o esporte e o lazer pelo campo da sociologia; Estudar teóricos de referência na área da sociologia do Esporte e do Lazer; Interpretar o fenômeno esportivo e as suas manifestações na sociedade contemporânea; Promover uma visão crítica da sociologia do Esporte e do Lazer a partir de sua evolução histórica e autores de referência.
Esta disciplina tem por objetivo abordar temáticas presentes, mas em parte resistentes às análises antropológicas como a emoção e a moral. O foco deste curso incidirá sobre a dimensão micro-politica da emoção, dos sentimentos e da moral na (re)construção do tecido social, especialmente em contextos sociais expostos a um tipo de violência reconhecida “sob o signo do horror”, como o Apartheid, por exemplo. Neste sentido, dor, ressentimento, perdão e reconciliação, compaixão e desprezo serão explorados e analisados tanto da forma como ecoam nas relações pessoais e nas negociações cotidianas (na domesticação ou não da violência e do racismo, por exemplo) quanto nos eventos políticos mais amplos (desde revoltas populares às comissões de verdade).
O curso pretende trazer para a sala de aula leituras e reflexões sobre o processo de inflexão em curso que vem reconfigurando a construção de políticas e programas sociais nos campos da saúde e do direito. Contam neste processo a constituição recente de uma série de regimes democráticos (como Brasil, Argentina, Chile, África do Sul, Moçambique, entre outros países de diferentes continentes) e de inúmeros acordos internacionais como a Convenção 169 da OIT (1989), a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (Cairo 1994), a 4ª Conferência Mundial da Mulher (Beijing, 1995), a Conferência Mundial contra o Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata (África do Sul, 2001), a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, promulgada pela ONU, entre outros encontros relevantes no cenário internacional dos quais muitos países foram signatários. Essas Convenções e conferências têm um impacto de largo espectro que ainda vem sendo explorado nos cenários nacional e internacional.
apresentar uma discussão sobre pesquisa de campo
produzir etnografias
Os objetivos principais da disciplina são:
a) Complementar a formação do graduando por meio do exame de questões de vanguarda em sistemas de informação que pelo seu conteúdo, novidade ou complexidade não foram inseridos e discutidos nas demais disciplinas da área
b) Proporcionar ao aluno uma experiência de aprendizado, em termos de conteúdo e métodos pedagógicos, similar àquelas oferecidas nos cursos de pós-graduação strictu sensu.
Discutir diferentes concepções de aprendizagem na perspectiva construtivista, focalizando os movimentos que tiveram expressão no campo da educação em ciências, tais como o de valorização das concepções alternativas, o de mudança conceitual, a ideia de perfil conceitual e aprendizagem significativa.
Trata-se de um curso de leituras em torno dos conceitos de qualidade da democracia, instituições democráticas e cultura política. O foco central da discussão são as relações entre confiança política e accountability. O objeto empírico da discussão é, por um lado, o fenômeno contemporâneo de desconfiança dos cidadãos de instituições políticas e, por outro, o desempenho das instituições de representação, assim como os efeitos de ambos para o funcionamento do regime democrático. Por uma parte, serão examinados os conceitos de cultura cívica e cultura política, qualidade da democracia e confiança política em sua relação com as instituições democráticas, com base na literatura especializada recente; por outra, será discutida a significação da evidência empírica que, desde há algumas décadas, aponta para a perda sistemática ou para a formação incompleta de apoio político dos cidadãos às instituições democráticas - tanto em países de democracia consolidada, como nos que se democratizaram a partir de meados dos anos 70, a exemplo do Brasil. O desempenho do Congresso Nacional será examinado como um caso especial em sua associação com a desconfiança política. O esforço analítico se orientará em sentido comparativo, buscando apontar o significado teórico das diferentes experiências de relação entre a democratização e o modo de funcionamento das instituições.
    1 2
11 disciplinas relacionadas a esta profissão

 

Pró-Reitoria de Graduação
Telefone: +55 11 3091-9942